top of page
  • Foto do escritorRodrigo Costa

Seguro Garantia Como funciona?

Atualizado: 20 de nov. de 2023

O seguro garantia é um produto cada vez mais comum no mercado brasileiro e que tem ganhado espaço nas mais diversas áreas, como em licitações, prestação de serviços, fornecimento de bens, construção, entre outras. Trata-se de uma garantia oferecida por uma seguradora em substituição às garantias tradicionais, como a fiança bancária, por exemplo.


O Seguro Garantia é uma modalidade de seguro que tem como objetivo garantir o cumprimento de obrigações assumidas por empresas, pessoas físicas e órgãos públicos. O Seguro Garantia pode ser utilizado em diversos tipos de contratos, como contratos de prestação de serviços, contratos de fornecimento de bens e contratos de construção.


O que é o seguro garantia?


O seguro garantia é um produto oferecido por seguradoras que garante o cumprimento das obrigações assumidas pelo tomador em um contrato. Ele é uma alternativa à fiança bancária, pois oferece mais flexibilidade e segurança a todas as partes envolvidas.


O seguro garantia pode ser contratado em diversas modalidades, como empreitada, fornecimento de bens, prestação de serviços, entre outras. Ele é regulamentado pela Lei nº 8.666/1993, que trata das licitações e contratos da administração pública, e também pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP).


Definição de Seguro Garantia


O seguro garantia é uma modalidade de seguro que tem como objetivo garantir o cumprimento de obrigações assumidas pelo tomador em contratos, licitações e outras transações comerciais. Essa modalidade de seguro oferece ao segurado (contratante) a garantia de que receberá indenização em caso de inadimplemento por parte do tomador.


Por sua vez, o tomador do seguro garante o cumprimento das obrigações assumidas, o que dá segurança ao segurado em relação à parte contratual. É importante destacar que o seguro garantia não é um produto exclusivo para grandes empresas, podendo ser contratado por empresas de todos os portes.


O seguro garantia é uma modalidade que tem como objetivo garantir o cumprimento de obrigações assumidas pelo tomador em contratos, licitações e outras transações comerciais. Essa modalidade de seguro oferece ao segurado (contratante) a garantia de que receberá indenização em caso de inadimplemento por parte do tomador.


Qual é o papel do corretor de Seguros?


O corretor de Seguros tem como principal função intermediar a contratação do seguro entre a seguradora e o cliente, auxiliando na escolha da melhor opção de cobertura e preços adequados às necessidades de cada caso.


Além disso, o corretor de Seguros deve ter conhecimentos específicos sobre as particularidades desse tipo de seguro, incluindo as normas e legislações que regulamentam a sua contratação, as modalidades existentes e as coberturas disponíveis.


O corretor de Seguros Garantia também deve auxiliar o cliente na elaboração dos documentos necessários para a contratação do seguro, bem como prestar suporte em caso de sinistros ou eventuais problemas na vigência do contrato.


Legislação que Regulamenta o Seguro Garantia - (Seguros Privados - SUSEP)


A regulamentação do seguro garantia no Brasil é feita por meio da Lei nº 8.666/93, que estabelece as normas gerais sobre licitações e contratos administrativos. Essa lei prevê que o seguro garantia pode ser utilizado como garantia em contratos e licitações, desde que respeitadas as condições gerais previstas em lei.


Além disso, o seguro garantia também é regulamentado pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), órgão responsável por regulamentar e fiscalizar o mercado de seguros no Brasil.


Modalidades do seguro garantia


Existem diversas modalidades de seguro garantia, cada uma adequada para diferentes tipos de contratos. Abaixo, vamos explorar as principais modalidades de seguro garantia e suas características.



O Seguro Garantia Judicial é utilizado em processos judiciais como forma de garantia do pagamento. Nesse caso, o seguro é utilizado como uma alternativa ao depósito em dinheiro, que é uma das formas tradicionais de garantia exigida pelo juiz.


O Seguro Garantia Judicial pode ser utilizado em diversos tipos de processos, como ações trabalhistas, ações cíveis, ações fiscais, entre outras ações. Ele pode ser contratado tanto pelo autor da ação/ações (que busca a garantia do pagamento da indenização ou do valor devido), quanto pelo réu (que busca a garantia do pagamento de eventual condenação).


A utilização do Seguro Garantia Judicial traz algumas vantagens em relação ao depósito em dinheiro, como a liberação dos recursos financeiros que seriam destinados ao depósito, a possibilidade de oferecer uma garantia em valor menor do que o exigido pelo juiz, além de evitar o risco de bloqueio de contas bancárias.


No entanto, é importante ressaltar que o Seguro Garantia Judicial só pode ser contratado por empresas seguradoras autorizadas pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP). Além disso, é necessário observar as condições estabelecidas pelo juiz no processo para a utilização dessa modalidade de garantia.



É importante destacar que o Seguro Garantia Judicial não é a única forma de garantia do pagamento em processos judiciais. Outras formas de garantia incluem o depósito em dinheiro, e a penhora de bens.


Porém, a utilização do Seguro Garantia Judicial tem se tornado cada vez mais comum, especialmente em casos de grandes valores, em que a exigência do depósito em dinheiro pode comprometer a saúde financeira da empresa.





O Seguro Garantia Contratual é uma modalidade de seguro que garante o cumprimento das obrigações contratuais assumidas por uma das partes em um contrato. Essa modalidade de seguro é utilizada principalmente em contratos de grande porte, como obras de infraestrutura, construção civil, fornecimento de bens e serviços, entre outros. É uma alternativa ao depósito em dinheiro, podendo ser uma opção mais vantajosa financeiramente para as empresas.


Qual é o papel da seguradora no Seguro Garantia Contratual?


A seguradora é responsável por emitir a apólice do Seguro Garantia Contratual e garantir o cumprimento das obrigações contratuais em nome do segurado. Em caso de inadimplência por parte do segurado, a seguradora deve arcar com as penalidades previstas no contrato, até o limite do valor segurado.


Qual é o valor segurado no Seguro Garantia Contratual?


O valor segurado no Seguro Garantia Contratual é estabelecido no contrato e pode variar de acordo com as características do projeto ou obra em questão. Geralmente, o valor segurado corresponde a uma porcentagem do valor total do contrato. É importante que esse valor seja definido com precisão, para que a cobertura do seguro seja adequada e proporcional aos riscos envolvidos no projeto.


Como é definido o prazo de vigência do Seguro Garantia Contratual?


O prazo de vigência do Seguro Garantia Contratual é estabelecido no contrato e pode variar de acordo com as características do projeto ou obra em questão. Geralmente, o prazo de vigência do seguro é o mesmo do prazo estabelecido no contrato principal. É importante que o prazo de vigência seja adequado ao período de execução do contrato, para que a segurança oferecida pelo seguro seja mantida durante todo o período de vigência do contrato.


O Seguro Garantia Contratual pode ser utilizado em contratos de pequeno valor?


Sim, o Seguro Garantia Contratual pode ser utilizado em contratos de pequeno valor, desde que o valor segurado seja adequado ao risco envolvido no contrato. O Seguro Garantia Contratual é uma alternativa ao depósito em dinheiro, podendo ser uma opção mais vantajosa financeiramente para as empresas em contratos de qualquer valor.


Quais são as principais vantagens do Seguro Garantia Contratual?


As principais vantagens do Seguro Garantia Contratual são a economia financeira em relação ao depósito em dinheiro ou fiança bancária, a agilidade na emissão da apólice e a garantia oferecida pela seguradora em caso de inadimplência por parte do segurado. Além disso, o Seguro Garantia Contratual pode ser utilizado como forma de garantia em licitações públicas, aumentando as chances de a empresa ser contratada.


Qual é a legislação que regulamenta o Seguro Garantia Contratual?


A legislação que regulamenta o Seguro Garantia Contratual é a Lei nº 8.666/93, que estabelece as normas gerais de licitações e contratos da administração pública. A Lei nº 8.666/93 prevê que, nas licitações e nos contratos de grande vulto, deverá ser exigida garantia contratual para assegurar o fiel cumprimento das obrigações assumidas pela empresa contratada.


O artigo 56 da Lei nº 8.666/93 define que a garantia contratual pode ser prestada em várias modalidades, como caução em dinheiro ou títulos da dívida pública, seguro garantia, fiança bancária ou qualquer outra modalidade admitida em lei.


Já a regulamentação do Seguro Garantia Judicial está prevista na Resolução nº 232/2011 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que dispõe sobre a utilização do Seguro Garantia Judicial como modalidade de garantia em processo judicial. A resolução estabelece as condições e os requisitos para a utilização do Seguro Garantia Judicial, como a necessidade de que a seguradora esteja autorizada pela SUSEP e que o valor segurado não ultrapasse o limite de crédito da seguradora.


Outra legislação relevante para o Seguro Garantia é a Circular Seguros Privados (SUSEP) nº 477/2013, que estabelece as normas e procedimentos aplicáveis ao Seguro Garantia, suas modalidades e riscos cobertos. A circular define as especificações técnicas e legais que devem ser observadas pelas seguradoras na emissão do Seguro Garantia, bem como os requisitos mínimos para a aceitação dos riscos.


É importante ressaltar que a legislação referente ao Seguro Garantia pode variar conforme o tipo de contrato ou processo em questão, portanto é sempre necessário verificar as especificidades de cada caso e seguir as normas estabelecidas pelas autoridades competentes.


Seguro-Garantia: Como Funciona
Seguro Garantia: Como Funciona


O Seguro Garantia de Construção de Obras é uma modalidade de seguro que visa garantir o cumprimento do contrato firmado entre a empresa contratada para a realização de uma obra e o contratante. Neste artigo, vamos explicar detalhadamente o que é o Seguro Garantia de Execução de Obras, como funciona, quais são as coberturas e vantagens oferecidas por ele, além da legislação que regulamenta essa modalidade de seguro.


O que é Seguro Garantia de Construção de Obras?


  • O Seguro Garantia de Execução de Obras é um tipo de seguro que tem como objetivo garantir o cumprimento do contrato firmado entre a pessoa jurídica contratada para a realização de uma obra e o contratante. Ele pode ser utilizado em obras públicas ou privadas e visa assegurar que a obra será entregue dentro do prazo estabelecido, com a qualidade exigida e dentro do orçamento previsto.


Como funciona o Seguro Garantia de Obras?


  • O funcionamento do Seguro Garantia de Execução de Obras é bastante simples. O contratante da obra exige que a empresa responsável pela execução da obra contrate uma apólice de Seguro Garantia, que servirá como garantia do cumprimento do contrato. Caso a pessoa jurídica contratada não cumpra as obrigações estabelecidas no contrato, o contratante poderá acionar o Seguro Garantia para garantir o cumprimento das obrigações não cumpridas.


Quais são as coberturas do Seguro Garantia de Obras?


  • Cobertura para garantir o cumprimento do contrato;

  • Cobertura para garantir a qualidade dos serviços prestados;

  • Cobertura para garantir o pagamento de fornecedores e subcontratados;

  • Cobertura para garantir o pagamento de indenizações decorrentes de danos causados a terceiros;

  • Cobertura para garantir a conclusão da obra em caso de falência da empresa contratada.


Quais são as vantagens do Seguro Garantia de Obras?


O Seguro Garantia de Obras apresenta diversas vantagens tanto para o contratante como para a empresa contratada. Algumas das principais vantagens são:


  • Para o contratante: o Seguro Garantia de Obras garante que a obra será entregue dentro do prazo estabelecido, com a qualidade exigida e dentro do orçamento previsto, mesmo que a empresa contratada não cumpra suas obrigações. Isso evita atrasos na obra e prejuízos financeiros.


  • Para a empresa contratada: o Seguro Garantia de Obras pode ser utilizado como forma de garantia em licitações públicas, aumentando as chances de a empresa ser contratada. Além disso, ele pode substituir a necessidade de um fiador ou de um depósito em dinheiro como forma de garantia.


Quais são as empresas que podem contratar o Seguro Garantia de Obras?


  • Qualquer empresa que seja responsável pela execução de uma obra pode contratar o Seguro Garantia de Obras. Isso inclui empresas de construção civil, empreiteiras, empresas de engenharia, entre outras.



O seguro garantia de licitação é uma modalidade de seguro que serve para garantir que a empresa vencedora de uma licitação irá cumprir com as obrigações do contrato, como o prazo de entrega e a qualidade dos produtos ou serviços. O seguro garante ao órgão público que realizou a licitação que, caso a empresa não cumpra as obrigações, a seguradora irá arcar com os prejuízos.


Esse tipo de seguro é obrigatório em licitações públicas e é regulamentado pela Lei nº 8.666/93. Ele pode ser utilizado em diferentes tipos de licitações, como concorrência, tomada de preços e convite.



O seguro garantia aduaneiro é utilizado em operações de importação e exportação para garantir o pagamento de tributos e taxas devidos. Ele garante que a empresa importadora ou exportadora irá cumprir com as obrigações tributárias e aduaneiras, como o pagamento de impostos e taxas aduaneiras. Caso a empresa não cumpra com essas obrigações, a seguradora irá arcar com o pagamento dos valores devidos.


Esse tipo de seguro é regulamentado pela Receita Federal do Brasil e é obrigatório em operações de importação e exportação. Ele é uma alternativa mais econômica e eficiente do que o depósito em dinheiro, pois permite a liberação dos recursos para outras finalidades.



O seguro garantia trabalhista é utilizado para substituir o depósito recursal em processos trabalhistas. Ele garante o pagamento das obrigações trabalhistas, como salários, férias e verbas rescisórias, em caso de condenação da empresa.


Esse tipo de seguro é regulamentado pela Lei nº 13.467/2017 e é uma alternativa mais econômica do que o depósito em dinheiro, pois permite a liberação dos recursos para outras finalidades.


Seguro Garantia Ambiental


O seguro garantia ambiental é utilizado para garantir o cumprimento de obrigações ambientais, como a recuperação de áreas degradadas e o pagamento de multas por danos ao meio ambiente. Ele garante ao órgão ambiental que, caso a empresa não cumpra as obrigações, a seguradora irá arcar com os prejuízos.


Esse tipo de seguro é regulamentado pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) e é obrigatório em alguns casos, como empreendimentos que possam causar impacto ambiental.



O seguro garantia imobiliário é utilizado para garantir o cumprimento de obrigações em contratos imobiliários, como a entrega do imóvel dentro do prazo estipulado. Ele garante ao comprador do imóvel que, caso o vendedor não cumpra com as obrigações contratuais, a seguradora irá arcar com os prejuízos.


Esse tipo de seguro é regulamentado pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e é uma alternativa ao tradicional caução em dinheiro.



O seguro garantia de adiantamento de pagamento é utilizado para garantir o pagamento de valores adiantados pelo contratante ao contratado. Ele garante ao contratante que, caso o contratado não cumpra as obrigações contratuais, a seguradora irá arcar com os prejuízos.


Esse tipo de seguro é regulamentado pela Lei nº 8.666/93 e é comum em contratos de prestação de serviços.


Seguro Garantia de Retenção de Pagamento


O seguro garantia de retenção de pagamento é utilizado para garantir o pagamento do valor retido pelo contratante até o cumprimento total das obrigações contratuais pelo contratado. Ele garante ao contratado que receberá o pagamento retido caso cumpra as obrigações contratuais.


Esse tipo de seguro é regulamentado pela Lei nº 8.666/93 e é comum em contratos de prestação de serviços de longa duração.



O seguro garantia de performance é utilizado para garantir o cumprimento das obrigações contratuais em projetos de grande porte, como obras de infraestrutura e construção civil. Ele garante que a empresa contratada irá cumprir com todas as obrigações estipuladas no contrato, como prazos e qualidade dos serviços prestados. Caso haja descumprimento, a seguradora irá arcar com os prejuízos.


Esse tipo de seguro é regulamentado pela Lei nº 8.666/93 e é comum em projetos com grande investimento financeiro.


Seguro Garantia_Como Funciona
Seguro Garantia: Como Funciona

Legislação aplicável ao Seguro Garantia


A utilização do Seguro Garantia está prevista na legislação brasileira, sendo regulamentada pela Lei nº 8.666/93 (Lei de Licitações e Contratos Administrativos) e pela Resolução nº 219/2010 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Já a Resolução nº 219/2010 do CNJ regulamenta a utilização do Seguro Garantia Judicial em processos judiciais. De acordo com a resolução, o seguro pode ser utilizado como alternativa ao depósito em dinheiro em processos de execução de valores definidos em ações judiciais. Isso porque, de acordo com a Lei nº 13.105/2015 (Código de Processo Civil), o devedor pode oferecer como garantia do pagamento o Seguro Garantia Judicial, desde que esteja dentro das especificações legais.

Nesse caso, o juiz responsável pelo processo irá avaliar se o Seguro Garantia oferecido é válido e suficiente para garantir o pagamento da dívida em questão. Caso o seguro seja aceito, o devedor poderá utilizar essa modalidade como forma de garantia, sem precisar realizar o depósito em dinheiro.

É importante destacar que, caso o devedor opte pelo Seguro Garantia Judicial, ele deve se atentar às exigências legais para essa modalidade. Além disso, é necessário que o seguro seja contratado com uma seguradora que esteja autorizada pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) e que o valor do seguro seja equivalente ao valor da dívida em questão.

É comum que empresas e pessoas físicas utilizem o Seguro Garantia Judicial para garantir o pagamento de processos judiciais, principalmente em casos em que o depósito em dinheiro pode comprometer a saúde financeira da empresa ou do indivíduo. Com o seguro, é possível manter as atividades e os negócios em funcionamento, sem comprometer o patrimônio e a liquidez.

Um exemplo de utilização do Seguro Garantia Judicial foi o caso da empresa Odebrecht, que ofereceu essa modalidade como garantia do pagamento de uma dívida de R$ 500 milhões em um processo judicial. A escolha pelo seguro foi vista como uma forma de evitar o bloqueio de recursos da empresa e manter a continuidade das atividades.

É importante lembrar que o Seguro Garantia Judicial não se confunde com o Seguro de Responsabilidade Civil Profissional, que é utilizado como forma de garantia do pagamento de indenizações decorrentes de erros ou omissões profissionais. O Seguro Garantia Judicial é específico para processos judiciais e pode ser utilizado em diversas áreas do direito, como trabalhista, tributário, cível, entre outros.

Além disso, é importante destacar que o Seguro Garantia Judicial não é a única forma de garantia disponível para os devedores em processos judiciais. Outras opções incluem o depósito em dinheiro e a hipoteca judicial. Cada modalidade possui suas próprias características e deve ser escolhida de acordo com as necessidades do processo em questão.

Em resumo, o Seguro Garantia Judicial é uma alternativa ao depósito em dinheiro em processos judiciais e pode ser utilizado como forma de garantia do pagamento de dívidas em ações judiciais. É importante que o seguro seja contratado com uma seguradora autorizada pela SUSEP e que esteja dentro das especificações legais para essa modalidade.

O que é a Lei nº 13.707/18 e como ela se relaciona com o Seguro Garantia?


A Lei nº 13.707/18 é uma norma que determina que as empresas que prestam serviços para o Poder Público devem oferecer uma garantia para a execução desses serviços. Essa garantia pode ser uma caução em dinheiro, um seguro garantia.


A lei se relaciona diretamente com o Seguro Garantia, já que essa modalidade de seguro é uma das opções que as empresas têm para oferecer a garantia exigida pela legislação. Ao contratar um Seguro Garantia, a empresa se compromete a pagar uma indenização em caso de inadimplemento de suas obrigações no contrato com o órgão público.


Dessa forma, o Seguro Garantia é uma alternativa interessante para as empresas que prestam serviços para o poder público, já que oferece proteção financeira e pode ajudar a preservar o fluxo de caixa. Além disso, o seguro também pode ser utilizado em outras situações, como em processos administrativos e em ações judiciais.


Vantagens do Seguro Garantia?


  • Facilita a participação em licitações públicas: como já mencionamos, em muitas licitações públicas o Seguro Garantia é uma exigência obrigatória para garantir o cumprimento do contrato. Isso significa que as empresas que possuem essa modalidade de seguro têm mais chances de participar de processos licitatórios.


  • Liberação de recursos financeiros: ao contrário do depósito em dinheiro, que pode comprometer o capital de giro da empresa, o Seguro Garantia permite que os recursos financeiros fiquem disponíveis para outras finalidades.


  • Aumento da credibilidade: ter um Seguro Garantia em uma negociação pode aumentar a credibilidade da empresa perante os clientes, fornecedores e demais stakeholders, já que isso é uma garantia de que ela está disposta a cumprir com suas obrigações.


  • Pode ser utilizado em diversas situações: o Seguro Garantia não se restringe apenas a licitações públicas ou contratos de obras. Ele também pode ser utilizado em processos judiciais, em contratos privados e até mesmo para substituir outras modalidades de garantia, como o depósito em dinheiro.


Como é feito o registro do Seguro Garantia?


O registro do Seguro Garantia é feito junto às seguradoras que oferecem esse tipo de serviço. Para isso, a empresa ou pessoa física interessada em contratar o seguro deve entrar em contato com uma seguradora especializada em Seguro Garantia e solicitar a contratação do serviço.


O processo de registro do Seguro Garantia pode variar de acordo com cada seguradora, mas em geral é necessário fornecer algumas informações básicas, como o objeto da garantia, o valor da obrigação garantida, o prazo de vigência da garantia, entre outras.


É importante ressaltar que o Seguro Garantia pode ser utilizado em diversas áreas, como em processos administrativos, licitações públicas, contratos privados, entre outros. Portanto, é fundamental que a empresa ou pessoa física interessada em contratar o seguro escolha uma seguradora que ofereça cobertura para o tipo de obrigação que se pretende garantir.


Além disso, é importante observar as condições e as cláusulas contratuais do seguro. Essas informações devem estar claras no contrato e a empresa ou pessoa física interessada em contratar o seguro deve estar atenta às mudanças nas condições do seguro, bem como às coberturas adicionais oferecidas pela seguradora.


Em caso de inadimplemento da obrigação garantida, a seguradora deve indenizar o beneficiário do seguro, observados os termos do contrato e as disposições do artigo 835 do Código de Processo Civil. A proteção oferecida pelo Seguro Garantia, portanto, é uma alternativa aos depósitos judiciais e outras formas tradicionais de garantia.


Seguro_Garantia: Como Funciona
Seguro Garantia: Como Funciona

FAQ - Perguntas e Respostas sobre Seguro Garantias


Quem são os envolvidos em um Seguro Garantia?


  • R: Os envolvidos são: o tomador, que é a parte que assume a obrigação perante o segurado, o segurado, que é a parte que recebe a garantia do cumprimento da obrigação, e a seguradora, que é a empresa que emite a apólice de seguro garantia.


Qual é o objetivo do Seguro Garantia Judicial?


  • R: O objetivo do Seguro Garantia Judicial é substituir as penhoras em dinheiro ou bens, garantindo o cumprimento das obrigações do tomador.


Quem pode contratar um Seguro Garantia?


  • R: Qualquer pessoa física ou pessoa jurídica pode contratar um Seguro Garantia.


O que é uma apólice de Seguro Garantia?


  • R: A apólice é o contrato de seguro entre o tomador, o segurado e a seguradora, que estabelece as condições e os valores da garantia.


Qual é a diferença entre Seguro Garantia e Fiança Bancária?


  • R: A diferença é que no Seguro Garantia, o tomador contrata uma apólice com uma seguradora, enquanto na Fiança Bancária, o banco emite uma carta de fiança.



  • R: Sim, o Seguro Garantia pode ser usado em processos de execução fiscal, substituindo a penhora em dinheiro.


Qual é a vantagem do Seguro Garantia em relação à penhora em dinheiro?


  • R: A vantagem é que o Seguro Garantia não compromete os recursos do tomador, mantendo a sua capacidade de investimento e crescimento.


Qual é o valor da garantia em um Seguro Garantia?


  • R: O valor da garantia depende do tipo de obrigação assumida pelo tomador, podendo variar de acordo com a natureza e complexidade da obrigação.



  • R: O processo de contratação do Seguro Garantia pode ser realizado diretamente com as instituições financeiras ou por meio de corretoras de seguros. É necessário apresentar documentos que comprovem a existência da relação contratual, como contratos, notas fiscais e processo administrativo.


Quais são as condições para contratar um Seguro Garantia?


  • R: As principais condições são: estar em dia com as obrigações fiscais e trabalhistas, apresentar a documentação necessária e ter capacidade financeira para arcar com o valor da apólice.


É possível fazer alterações nas condições do Seguro Garantia?


  • R: Sim, é possível realizar alterações nas condições do Seguro Garantia por meio do endosso, que é um documento que formaliza as mudanças acordadas entre as partes.


O que acontece em caso de inadimplemento do tomador?


  • R: Em caso de inadimplemento do tomador, o segurado pode acionar a seguradora para receber a indenização prevista na apólice.


O que é necessário para registrar o Seguro Garantia em um site?


  • R: O registro do Seguro Garantia em um site pode ser realizado por meio do preenchimento de um formulário eletrônico disponibilizado pelo site em questão. É necessário informar os dados da apólice do Seguro Garantia e as informações sobre o objeto do seguro.


O Seguro Garantia está disponível em quais órgãos públicos?


  • R: O Seguro Garantia está disponível em diversos órgãos públicos, como o poder judiciário, a administração pública federal, estadual e municipal, entre outros.


O que é a garantia do Seguro Garantia?


  • R: A garantia do Seguro Garantia é a proteção do segurado contra o inadimplemento do tomador, assegurando o cumprimento da obrigação.


O seguro garantia pode ser utilizado em quais tipos de contratos?


  • R: O seguro garantia pode ser utilizado em diversos tipos de contratos, como contratos de construção, fornecimento de bens e prestação de serviços, além de contratos de concessão e licitações.


O que é a garantia de execução de contrato de seguro?


  • R: A garantia de execução de contrato de seguro é uma modalidade de seguro garantia que garante o cumprimento das obrigações assumidas pelo tomador em um contrato de seguro.



  • R: O seguro garantia judicial é uma modalidade de seguro garantia que tem como objetivo substituir a penhora de bens em processos judiciais. Em caso de condenação, a seguradora irá arcar com o valor da indenização fixada pela decisão judicial.


Quais são os documentos necessários para contratar um seguro garantia?


  • R: Os documentos necessários para contratar um seguro garantia podem variar de acordo com a seguradora e a modalidade de seguro contratada, mas geralmente incluem o contrato de prestação de serviços ou fornecimento de bens, a comprovação da capacidade financeira do tomador, a documentação do objeto segurado, entre outros.


O que é a cláusula de vigência automática do seguro garantia?


  • R: A cláusula de vigência automática do seguro garantia é uma cláusula que prevê a renovação automática do seguro garantia por igual período, caso não haja manifestação contrária por parte do segurado.


Quais são as obrigações do segurado em relação ao seguro garantia?


  • R: O segurado deve cumprir com todas as obrigações previstas no contrato de seguro, além de informar a seguradora sobre quaisquer sinistros ou fatos que possam afetar o segurado, a cobertura do seguro.


Como é calculado o valor do prêmio do segurado?


  • R: O valor do prêmio do seguro garantia é calculado com base em diversos fatores, como o valor do contrato, o tipo de objeto segurado, a modalidade de seguro contratada, a capacidade financeira do tomador, entre outros.


O seguro garantia cobre prejuízos causados por atrasos na entrega de obras?


  • R: Sim, o seguro garantia pode cobrir prejuízos causados por atrasos na entrega de obras, desde que isso esteja previsto nas condições gerais da apólice.


É possível contratar seguro garantia para fornecimento de bens ou serviços?


  • R: Sim, o seguro garantia pode ser contratado para garantir o fornecimento de bens ou serviços, desde que isso esteja previsto nas condições gerais da apólice.


Como é feita a análise de crédito para contratar um seguro garantia?


  • R: A análise de crédito para contratar um seguro garantia é feita pela seguradora, que avalia a capacidade financeira do tomador do seguro, bem como sua situação fiscal e legal.


O que acontece se o tomador não pagar o prêmio do seguro garantia?


  • R: Se o tomador não pagar o prêmio do seguro garantia, a apólice é cancelada, perdendo sua validade como garantia para cumprimento das obrigações assumidas.


O que é a Hand Talk e como ela se relaciona com o seguro garantia?


  • R: A Hand Talk é uma empresa de tecnologia que utiliza inteligência artificial para traduzir conteúdos para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Hand Talk se relaciona com o seguro garantia porque, em parceria com algumas seguradoras, oferece traduções de conteúdos relacionados ao seguro garantia para clientes surdos ou com deficiência auditiva.


Em resumo, o Seguro Garantia é uma modalidade de seguro que pode trazer diversas vantagens para empresas e indivíduos que precisam garantir o cumprimento de obrigações contratuais, participar de licitações públicas ou substituir outras modalidades de garantia. Entretanto, é importante que a escolha por essa modalidade seja feita de forma consciente, levando em conta as especificidades de cada caso e as exigências legais e documentais necessárias.



Esperamos que tenha gostado deste artigo! Se deseja acrescentar alguma coisa ou se tiver alguma pergunta, pode nos deixar um comentário ou enviar uma mensagem.


Autor: Rodrigo Costa

Rodrigo Costa é redator SEO, Consultor de Marketing de Conteúdo e Estrategista.


1.000 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page